Existem muitas práticas de negócios desenvolvidas por empresas com o objetivo de aumentar os lucros e vender mais.

Mesmo com a internet oferecendo diversas possibilidades de desenvolver a imagem de uma organização para investir no seu reconhecimento, ainda assim algumas companhias, sejam elas ligadas ao setor de comércio ou serviços, preferem focar seus esforços em estratégias tradicionais, como o Marketing Multinível (MMN).

A seguir, vamos conhecer mais sobre a definição dessa prática, sua origem, principais diferenças em comparação ao esquema de pirâmide, vantagens e desvantagens e como um profissional especializado nesse segmento trabalha. Acompanhe!

 

O que é marketing multinível

Também conhecido como, marketing de rede, o sistema de marketing multinível consiste em um prática de venda direta em que o vendedor possui contato pessoal com o consumidor a fim de estabelecer uma conexão emocional com o objetivo de acelerar a venda de um produto ou serviço específico.

Dentre as principais empresas de marketing multinível no Brasil, podemos listar companhias ligadas ao setor de cosméticos como Avon, Hinode, Jequiti, Polishop, Herbalife e muitas outras que trabalham com base em um modelo sustentável de negócio.

 

História do Marketing Multinível

Surgido há séculos atrás, mesmo que de uma forma primitiva e sem o auxílio das tecnologias atuais, esse modelo de marketing foi atribuído ao químico e industrial Carl Rehnborg.

Ele foi responsável por desenvolver o primeiro modelo comercial de distribuição de bens e serviços em que os ganhos aconteciam através da venda de produtos, contratação de vendedores e ganhos financeiros adquiridos pelos diferentes níveis de equipe.

Ao perceber que, no final dos anos 1920, os chineses tinham um hábito alimentar pouco saudável, sofrendo constantemente com problemas de saúde, Rehnborg teve a ideia de desidratar plantas a fim de sintetizar suas proteínas em cápsulas e vendê-las para a população chinesa. Em pouco tempo, o suplemento vitamínico já era comercializado e consumido por todo o povo chinês.

Décadas mais tarde, o marketing multinível já fazia parte da realidade milhares de empresas. Percebendo o potencial em termos de lucro oferecido pela prática, foi só uma questão de tempo para que essa estratégia de marketing reunisse cada vez mais empreendedores ao redor do mundo.

Contudo, a possibilidade de rápido crescimento também incomodou muitas organizações que, diante da concorrência, fizeram de tudo para transformar o marketing multinível em uma prática desleal de mercado, associando-a ao esquema de pirâmide.

Depois de muita discussão, foi fundado um mecanismo de proteção às empresas que praticam MMN chamado de  World Federation of Direct Selling Association (WFDSA – Federação Mundial das Associações de Vendas Diretas) com o objetivo de estabelecer a legitimidade da atividade e manter empresas, profissionais e consumidores protegidos contra ações judiciais movidas por má-fé.

Foram estabelecidas diretrizes e códigos de conduta para o trabalho de marketing multinível como regras de recrutamento de profissionais, disponibilização de informações sobre produtos, garantia do consumidor à sua privacidade, além de prazos de devolução de produtos.

 

Diferença entre pirâmide e marketing multinível

Apesar da associação ao esquema de pirâmide, o networking Marketing trabalha numa direção completamente diferente, sempre se baseado no respeito e na ética como forma de trabalho.

Uma das principais características que diferenciam ambos é que empresas que trabalham com pirâmide não possuem produtos e serviços à venda, algo que por si só já desmitifica essa associação.

Outro fato que distingue o marketing de rede do esquema de pirâmide é que esta última prática possui um prazo de validade no que diz respeito à contratação de profissionais.

Enquanto o primeiro usa os recursos provenientes da vendas diretas para investir no aumento da equipe, o segundo tem uma fonte de receita contínua para fazer o mesmo.

Até mesmo os treinamentos que se tornam a principal forma de capacitação de novos vendedores e atualizações dos mais velhos tendem a ser descontinuados com o passar do tempo, algo que não ocorre no marketing de rede.

 

Qual é o perfil de um profissional de marketing multinível  

Justamente por estar em contato constante com pessoas, o profissional de marketing de rede precisa desenvolver habilidade naturais de vendas, como persuasão, convencimento, ser um bom ouvinte e, sobretudo, saber negociar a fim de garantir uma venda satisfatória e lucrativa para o seu portfólio.

Caso ele queira assumir uma posição mais alta e abrir a sua própria empresa de marketing multinível, a veia empreendedora é essencial para a sobrevivência e consolidação no mercado, principalmente em um segmento que já possui concorrente fortes e consolidados.

Formação acadêmica em administração e marketing, além de experiência prévia na área são alguns dos diferenciais para fundar uma empresa de marketing multinível de sucesso. No entanto, a demonstração de interesse e vontade de crescer profissionalmente na área vai definir o grau de maturidade e experiência ao longo do tempo trabalhando neste segmento.

Agora que você já sabe o que é marketing multinível, que tal aproveitar para ampliar seus conhecimentos sobre a área, conferindo alguns dos nosso artigos sobre link building e inbound Marketing? Aproveite também para conhecer nossas soluções, divididas em performance, seo, social media e e-mail marketing.